Que tipo de jovens queremos?

Que tipo de jovens queremos?

 

O Jovem, Protagonista do Hoje.

 

Que tipo de jovens queremos? Os jovens de hoje não assumem seu papel. Quais são os anseios dos jovens? O que o jovem pensa e quer? São indagações que ouvimos, fazemos e questionamos o ser jovem, uma das belas fases da vida, onde somos desafiados a expressar nossa identidade, pertença, sonhos, valores, escolhas e ao mesmo tempo assumir algo para a nossa vida, que de sentido o nosso existir, nossa realização humana, religiosa, afetiva, cultural, política e social. O jovem de hoje, inserido numa mudança de época, numa cultura midiática, tem sua riqueza, seu potencial e a sua diversidade. É preciso saber entender o jovem, abrir espaços, dar a eles o seu lugar, pois, são capazes, audaciosos, gostam de ser desafiados.

A Sagrada Escritura, nos mostra a figura do jovem, alguém capaz, corajoso, que sabe acolher a revelação divina. Na caminhada da Igreja, em cada época e realidade temos o jovem como protagonista, que se lança, não tem medo de assumir a cruz, enfrentar obstáculos, romper barreiras, tornando-se um outro Cristo aqui e agora. A juventude se faz presente na vida da sociedade, da Igreja, ela quer ser ouvida, acolhida e amada.

No Brasil e no mundo, o jovem tem seu jeito de ser e agir, estão em constantes mudanças, são velozes, criativos, conectados com um mundo que tem pressa, são inquietos, muitos sem ter uma identidade definida, amadurecida, bem edificada, acabam se deixando levar, pelo relativismo, consumismo, individualismo, hedonismo, conformismo onde a vida é ceifada, oprimida, descartada, manipulada, pois, são ondas que tomam conta da sociedade tão fragmentada, e mais do nunca o jovem de hoje, precisa se educar, formar, tem consciência própria, saber que rumo deve seguir, quais os valores primordiais de uma pessoa humana, não se deixar enganar por falsos valores, por um pequeno momento de felicidade, mas sim ser agentes da mudança, da esperança, promotores da vida, propagadores da justiça e da paz, ser imagem de um Igreja, peregrina, comprometida e transformadora na construção do Reino.

Portanto, os jovens de hoje, tem em si uma riqueza e uma beleza, que encanta, transforma, renova é preciso fazer o caminho com eles, a exemplo do jovem de Nazaré, que movido de compaixão acolhe e um amor sem fronteiras ama cada jovem. Vivendo o Ano da Fé, onde somos convocados a dar testemunho autentico de nossa verdadeira adesão evangélica. Na caminhada quaresmal, caminho de conversão e preparação para a Páscoa de Jesus e na preparação da Jornada Mundial da Juventude, onde viveremos um novo Pentecostes na vida e na missão do jovem no seio da Igreja, que é chamada a ser aurora de novo tempo, dando ao jovem o seu lugar de protagonista do amor, discípulo do serviço, missionário da vida, a capacidade de ser Evangelho vivo no mundo de hoje, pois, a juventude mora no coração da Igreja”. (DA-2007)

Pe. Osvaldir Ribeiro-Religioso Orionita.

 
Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This