Projetos sociais orionitas são reconhecidos pela ONU

Projetos sociais orionitas são reconhecidos pela ONU

Pela primeira vez, um jovem católico orionita representará o Brasil na Assembleia da Juventude, que acontece todo ano na sede da ONU, em Nova York. Raphael Costa, que estuda Direito na Universidade Federal Fluminense – Niterói – Rio do Janeiro, recebeu o convite por conta da atuação em projetos sociais orionitas no estado do Rio, além do serviço missionário que desenvolveu na Moçambique, na África, onde a Pequena Obra da Divina Providência atua com crianças e adolescentes na periferia e nas aldeias rurais.

O objetivo da Assembleia é construir, a partir das iniciativas sociais de jovens do mundo todo, propostas para o desenvolvimento social e sustentável. “Espero mostrar, a partir das nossas experiências, que é preciso investir no potencial das comunidades e acreditar na capacidade da juventude em serem agentes transformadores da sociedade”, disse Raphael. 

O estudante é ainda presidente do Conselho Municipal de Juventude e dirige a Casa da Juventude, que possui uma rede de turmas de Pré Vestibular Social na Paróquia São Francisco Xavier de Niterói, que pertence à Congregação Orionita. Os projetos selecionados pelas Nações Unidas também terão a oportunidade de buscar apoios e parcerias internacionais. “O reconhecimento da ONU pelo trabalho realizado já nos deixa muito felizes, pois de fato o carisma orionita é transformador, e podemos potencializar a missão das obras sociais com o suporte da rede global”. 

Para conseguir completar a missão de levar as experiências e trazer parcerias, o estudante precisa arrecadar 5 mil reais. A verba ajudará no custeio da passagem, hospedagem, alimentação e visto. Para isso, foi montada uma “vaquinha online”, contando com doações para chegar ao valor. Até agora, 60% da meta foi alcançada.

 

                   

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This