Pequeno Cotolengo Cearense celebra a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência

Pequeno Cotolengo Cearense celebra a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência

Semana Nacional da Pessoa com Deficiência mobiliza Caucaia – CE

 

A cidade de Caucaia – região da Grande Fortaleza – está sendo mobilizada nesta semana pela Semana Nacional da Pessoa com Deficiência 2016. Este ano, a semana traz o seguinte tema de reflexão: “O futuro se faz com a conscientização das diferenças” e contará com uma programação repleta de atividades, realizadas em parceria entre o Pequeno Cotolengo Cearense e a Fundação Perpétua Magalhães – duas instituições especializadas no atendimento à pessoa com deficiências múltiplas, na cidade de Caucaia – em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação.

A abertura da Semana foi sediada pelo Pequeno Cotolengo, nesta segunda-feira (22 de agosto), contando com a presença de unidades escolares circunvizinhas à instituição, além da presença de representantes das secretarias Municipal e Estadual de Desenvolvimento e Assistência Social e Educação, além de parceiros do Pequeno Cotolengo. Na terça-feira (23 de agosto) houve uma marcha pelo centro de Caucaia com os assistidos das duas instituições, mobilizando os transeuntes sobre a importância da Semana da Pessoa com Deficiência, além de apresentar à população a alegria de nossos alunos e assistidos em serem “diferentes”. A semana ainda contará com apresentações artísticas e culturais, promovidas pelas duas instituições, além de palestras de conscientização sobre o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) e a Deficiência Intectual.

Elevemos nossas preces a Deus para que esta semana seja revigorante para todos os profissionais do Pequeno Cotolengo e da Fundação Perpétua Magalhães, reforçando a cada dia a alegria e a vocação em servir ao Cristo no menor de nossos irmãos, levando sempre o amor misericordioso do Pai àqueles que se encontram sem alento e às margens da sociedade por serem “diferentes”. E peçamos a Deus, ainda, para que as barreiras do preconceito sejam rompidas e para que os excepcionais possam ser acolhidos pela sociedade e respeitados com a dignidade merecida.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Share This