Pe. Rezende recebe o título de Cidadão Honorário de Brasília

Pe. Rezende recebe o título de Cidadão Honorário de Brasília

Brasília.DF: No dia 25 de março, às 10h, em Brasília, o nosso confrade Pe. José Carlos de Rezende foi condecorado com o título de cidadão honorário de Brasília. Uma homenagem muito significativa e que expressa o frutuoso trabalho realizado pelo Pe. Rezende no Instituto Dom Orione em prol das crianças portadoras de necessidades especiais e da periferia com o “projeto orioninho”. Durante a solenidade, a família orionita estava bem representada pelo superior provincial, Pe. Tarcísio, demais religiosos orionitas de Brasília, noviços, religiosas orionitas e de demais congregações, pelos moradores do Pequeno Cotolengo, pelas crianças do Instituto Dom Orione, professores, funcionários, benfeitores e amigos.

Fato significativo e inédito da cerimónia na câmara legislativa do Dzistrito Federal, é que um filho de Dom Orione, morador do Pequeno Cotolengo, Ailson, foi convidado a tomar parte da composição da mesa, sendo nomeado e saudado pelos outros membros da mesa diretora, entre eles o deputado Washington Mesquita, presidente da sessão e autor do projeto de  lei. Congratulamos ao Pe. Rezende por este mérito e por levar a chama da caridade orionita na nossa capital federal.

  • Segue na íntegra o discurso proferido pelo Pe. Rezende. 

 

DISCURSO PROFERIDO AO RECEBER O TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO DE BRASÍLIA EM 25 DE MARÇO DE 2013

Pe. José Carlos de Rezende

Excelentíssimo Senhor Presidente da Camara Legislativa do Distrito Federal

Excelentíssimo Senhor Deputado Distrital Washington Mesquita, autor do projeto de decreto legislativo que me concede o título de cidadão honorário de Brasília, a quem saúdo com estima e gratidão, estendendo esta minha saudação a todos os Senhores Deputados desta Casa Legislativa, expressando-lhes minha profunda satisfação pela titulação honrosa que me é conferida.

Reverendíssimos Irmãos no Sacerdócio, Religiosos e Religiosas,

Caros seminaristas, familiares e amigos presentes,

Queridos jovens e crianças acolhidos no Instituto Dom Orione.

Muito obrigado pela presença de todos.

É com imensa satisfação que venho a esta Casa Legislativa, que representa o povo do Distrito Federal, para receber o honroso título de cidadão honorário de Brasília, onde cheguei em Janeiro de 1986 e fui acolhido por um povo generoso e hospitaleiro. Desde então fiquei encantado com esta cidade que, especialmente na sua diversidade cultural, é uma síntese do nosso País e, também por isso, digna referência, especialmente política, do Brasil.

Desde a minha chegada fixei residência no Instituto Dom Orione, uma entidade filantrópica da Igreja Católica, confiada à Congregação religiosa dos Padres Orionitas, representada aqui pelo nosso Superior Provincial Pe. Tarcísio Vieira. Sendo sacerdote, assumi nesta cidade a causa dos mais necessitados, dos assistidos e abrigados em nosso Instituto, localizado no Lago Sul.

Sou, portanto, um sacerdote, membro da Congregação Religiosa de Dom Orione. Consagrei a minha vida a Deus e à Igreja, seguindo um estilo de vida que se pauta no seguimento de Jesus Cristo, com a missão de anunciar a todos o Reino de Deus. Procuro realizar esta missão de acordo com os ensinamentos e a espiritualidade de São Luís Orione, o “Santo da Caridade”. Assim ele foi apresentado ao mundo pelos últimos Papas da Igreja. João Paulo II, na homilia da sua canonização, definiu Dom Orione como o “estrategista da caridade” com um coração “ilimitado, porque se dilatou com a caridade de Cristo”. O Papa Emérito, Bento XVI, na Encíclica Deus Caritas Est, afirmou que Dom Orione “permanece como um modelo ilustre de caridade social” que veio trazer a luz da caridade para dentro da nossa história.

Com Dom Orione eu aprendi, sobretudo, que “no mais humilde, no mais simples, no mais necessitado, brilha a imagem de Deus” e a eles quero continuar servindo, juntamente com os meus irmãos de sacerdócio e de Congregação. Nos últimos anos vivi este serviço de caridade atuando em Brasília, no Instituto Dom Orione, que, no próximo ano, celebrará seu Jubileu de Ouro. Nos seus quase 50 anos de existência vem realizando um trabalho social significativo, acolhendo pessoas portadoras de necessidades especiais e também crianças da região no “Projeto Orioninho”.

Senhoras e senhores, amigos e amigas, bem sei que o título de cidadão honorário que recebo nesta manhã é um reconhecimento desta cidade pelos anos da minha presença e atuação no Instituto Dom Orione. Fico muito emocionado e honrado por esta titulação. Permitam-me, então, que nesta ocasião solene eu possa expressar esta minha emoção e os meus sentimentos com a única palavra conveniente neste momento: Gratidão!

Gratidão a Deus, do qual tudo provém. Ele me chamou e me fez seu instrumento para a vida dos mais necessitados da nossa sociedade.

Gratidão à família religiosa orionita que me confiou este trabalho.

            Gratidão aos meus familiares e, de modo particularizado, ao meu pai, já falecido, José Jorge de Rezende e à minha mãe que, especialmente por causa dos seus 91 anos de idade, não pôde deixar a cidade encantada onde vive, de Catas Altas da Noruega, Estado de Minas Gerais. Eu a conheço bem e tenho certeza que, neste instante, ela está sentada no cantinho da sua cama, bem de frente para o oratório, rezando por mim e por todos os seus filhos, netos bisnetos, aqui representados pela minha irmã Maria das Graças Rezende Araújo e meu sobrinho Giovane Luís Lobo Neiva.

Gratidão aos benfeitores, colaboradores, funcionários e professores do Instituto Dom Orione com os quais compartilho a honra deste título, especialmente porque tenho plena consciência de que a minha missão não teria êxito sem a participação deles.

Gratidão especial ao caríssimo deputado Washington Mesquita, amigo de tanto tempo, por ter tomado a iniciativa de indicar meu nome para uma homenagem tão significativa e importante, que teve o apoio de todos os Parlamentares da casa. Muito obrigado, deputado Washington!

Este título de cidadão brasiliense que acabo de receber entra na história da minha vida e representa o ponto mais alto e significativo da minha dedicação, aqui em Brasília, à causa dos mais necessitados. Ao me tornar Cidadão Honorário de Brasília, da cidade onde dediquei a maior parte da minha vida, confirmo o meu propósito de continuar empenhado em contribuir para o seu progresso. E em nome de São Luís Orione, invoco a benção de Deus sobre a cidade de Brasília e sobre todos os brasilienses, entre os quais a cerimônia de hoje, para a minha grande alegria e emoção, oficializou a minha pertença.     

Muito Obrigado!

Pe. José Carlos de Rezende 

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This