Ordenação Presbiteral do Pedro Raimundo Batista Andrade

Ordenação Presbiteral do Pedro Raimundo Batista Andrade

No início do mês vocacional, a Província Nossa Senhora de Fátima exulta de alegria pela ordenação presbiteral do Diácono Pedro Raimundo Batista Andrade, no último sábado, 03 de agosto, na cidade de Petrolina, Pernambuco.

Pela imposição das mãos e oração consecratória  de Dom Francisco Canindé Palhano, Bispo da Diocese de Petrolina, o jovem orionita foi ordenado presbítero na Solene Celebração Eucarística que ocorreu às 19h na Igreja Catedral Sagrado Coração de Jesus Cristo Rei do Universo.

“Eis-me aqui, ó Deus, para fazer a tua vontade, servir e dar a vida” (Hb 10,7: Mc 10,45) foi o tema escolhido pelo religioso orionita.

A belíssima celebração de ordenação contou com a presença de vários religiosos orionitas, fiéis diocesanos, os paroquianos da Paróquia Nossa Senhora das Dores de Rajada, amigos e familiares do Neo-Sacerdote.  Estavam presentes o Superior Diretor Provincial Padre Josumar, o Conselheiro Provincial Padre Zenildo, Padre Edson formador dos estudantes de Filosofia de Caucaia, Padre Marcos formador no Seminário de aspirantado e postulantado de Itapipoca, padre Bruno pároco da Paróquia Virgem dos pobres em Maceió, Irma Irisneide orionita, o Diácono Josimar de Minas Gerais. Participaram também religiosos, vocacionados, estudantes e amigos vindos de Caucaia, de Belo Horizonte e de Maceió. Com o padre Edson veio uma caravana com uma expressiva representatividade das madrinhas e leigos orionitas. Estavam também presentes vários padres diocesanos e religiosas que trabalham na Diocese.

Nos agradecimentos finais, o Neo-Sacerdote fez questão de reiterar que São Luís Orione dedicou sua vida a fazer a caridade e difundir o conhecimento e o amor de Jesus Cristo, da Igreja e do Papa, especialmente mediante o apostolado da caridade entre os pequenos e os pobres, com as instituições e obras de misericórdia espiritual e corporal, na intenção de cooperar modestamente, aos pés da Sé Apostólica e dos Bispos, para a renovação e unificação em Cristo Jesus, do homem e da sociedade levando à Igreja e ao Papa o coração das crianças e dos jovens mais abandonados, dos pobres e das classes trabalhadoras (cf. Cost. n. 5). E fez um pedido, o mesmo feito por São Luís Orione: que Deus me livre de ser um sacerdote acomodado, de ser um padre apenas de quem vem à Igreja. E para isso lembrou que é necessário deixar configurar-se a Cristo todo dia: “Eis-me aqui, ó Deus, para fazer a tua vontade, servir e dar a vida (cf. Hb 10,7; Mc 10,45).

O senhor bispo, os padres e seminaristas diocesanos foram muito acolhedores e solícitos para que tudo andasse bem.

No dia seguinte, 04 de agosto, o Padre Pedro teve a alegria de celebrar a Santa Eucaristia pela primeira vez na casa de seus pais no Sítio Gacheiro distrito de povoado de Rajada, interior da cidade de Petrolina.  A celebração que ocorreu às 10h da manhã foi dotada de um clima muito especial, no meio da simplicidade do sertão nordestino, tudo  foi preparado pelos seus familiares e amigos com muito carinho, de forma que essa celebração ficará gravada no coração daquele povo e dos religiosos que puderam celebrar esse momento. Depois da primeira Missa foi servido almoço para todos. E a festa continuou com uma dança religiosa típica da região, a dança de São Gonçalo do Amarante, que se estendeu por toda a tarde. O ambão e o altar, onde Padre Pedro celebrou a sua primeira Missa, foram construídos pelo seu pai Raimundo e as alfaias utilizadas na celebração foram delicadamente confeccionadas pela sua mãe Belisa.

Padre Pedro foi o primeiro sacerdote filho do distrito de Rajada e certamente esses dias ficarão marcados da memória de seu povo.

No mesmo dia às 19h o Neo-Sacerdote também celebrou sua Primeira Santa Missa na Igreja Matriz de sua Paroquia de Origem Nossa Senhora das Dores de Rajada. Foi tudo muito bem preparado e participado pelo padre Breno e os paroquianos.

Que no seu ministério sacerdotal possa com a graça de Deus servir com fé, amor, caridade e esperança especialmente em todas as realidades contraditórias à vida dos filhos e filhas de Deus. Que a cada dia possa configurar-se a Cristo bom pastor, casto, obediente e pobre ofertando-se ao serviço do Reino de Deus sem reservas em obediência ao Papa, aos Bispos e aos Superiores para fazer sempre a vontade de Deus, servir e dar a vida.

“Que toda a nossa vida, seja sagrada a dar Cristo ao povo e o povo à Igreja de Cristo”​ ​. Ave Maria e avante! (Dom Orione)

Sem comentários

Gostou do artigo? Faça um comentário!

Share This