Novos sacerdotes orionitas: servidores na vinha do Senhor

Novos sacerdotes orionitas: servidores na vinha do Senhor

Catas Altas/Lamim-MG: Os dias 07 e 08 de dezembro foram marcantes para a Congregação Orionita. Todos os holofotes da Congregação estavam voltados para a região da Zona da Mata mineira. O bispo diocesano de São João Del-Rei, Dom José Eudes Campos do Nascimento, ordenou presbíteros o diácono Getulio Assis Arruda em Lamim, no dia 07, e o diácono Valmir Andrade dos Santos, no dia 08, em Catas Altas da Noruega.
Religiosos e leigos da Família Carismática Orionita vieram de diversas partes de nossa Província para prestigiar esse momento de festa e oração. Todos foram muito bem recebidos em ambas as cidades. Muitas famílias abriram suas portas para receber com alegria os visitantes. Tudo aconteceu com muito esmero.
O clima festivo contagiou a pequena cidade de Lamim, onde Dom Orione é conhecido por muitos que já passaram no histórico seminário Dom Carlos Sterpi em Belo Horizonte.
Na ordenação do Pe. Getulio, Dom José Eudes falou da vocação ao sacerdócio e frisou que todas as vocações nascem no ambiente familiar, com o apoio e as orações, sobretudo dos pais.
Pe. Josumar dos Santos, nosso Provincial, em suas palavras de agradecimento, ao se dirigir aos pais do Pe. Getulio, recordou que Dom Orione considerava a família a grande benfeitora da Congregação, por entregar os seus filhos para se colocarem a serviço da Igreja na família orionita.
Momento marcante foram as palavras de agradecimento do Pe. Getulio, recordando sua infância, a vida simples da família no campo, a vivência da fé na devoção popular, fatos que foram decisivos em sua escolha vocacional.
A última ordenação de um padre orionita em Lamim foi do Pe. Eucinei Antônio de Souza, ocorrida em 2012.
O Pe. Getulio colherá suas primícias sacerdotais em Boa Vista, no estado de Roraima. No projeto de expansão da Congregação na região norte do país, é a comunidade mais recente. Lá ele assumirá a função de Pároco da Área Pastoral Sagrado Coração de Jesus.
No dia 08 de dezembro, Solenidade da Imaculada Conceição, fomos para Catas Altas da Noruega, cerca de 15 km de Lamim, participar da ordenação do Dc. Valmir Andrade dos Santos. A última ordenação orionita naquela cidade foi a do Pe. José Carlos de Rezende que no ano de 2018 celebrou seus 25 anos de sacerdócio.
Antes de dar início aos ritos iniciais da Celebração Eucarística e Ordenação Presbiteral, o Dc. Valmir recebeu duas bonitas homenagens. A primeira da Banda de Música da cidade, onde ele foi membro desde a sua infância e adolescência. Outra grande homenagem emocionou a todos os presentes. Dom José Eudes presenteou nosso diácono com um cálice que pertenceu ao saudoso Pe. Luís Antônio Gonzaga, pároco em Catas Altas por várias décadas. Este cálice foi da ordenação do Pe. Luiz, ocorrida em 06 de janeiro de 1947.
Muito comovente foram as palavras de Dom José Eudes dirigidas ao Pe. Valmir durante a homilia. Nos tempos em que foi pároco em Catas Altas, acompanhou de perto a caminhada de fé do pequeno Valmir. Recordou ainda que ele foi seu coroinha e teve a alegria de celebrar sua Primeira Eucaristia.
Pe. Valmir, em suas primeiras palavras como presbítero, agradeceu a todos que colaboraram na preparação de sua ordenação. Disse emocionado que Dom José Eudes foi uma grande inspiração em sua vocação. Recordou sua infância e as boas lembranças vividas com seus pais. As palavras de seu atual pároco, Mons. Luiz Antônio, Vigário Geral da arquidiocese, também foram marcantes para o início do ministério do neo-sacerdote. Ele dizia que o sacerdote deve estar próximo do povo e sentir o amor do povo.
No contexto da Solenidade da Imaculada Conceição, o bispo recordou a figura de Maria, mulher atenta ao chamado de Deus. Eis a missão importante daquela que foi escolhida para ser a Mãe de Jesus e a Mãe da humanidade. Em Maria, vemos o modelo de todos aqueles que consagram suas vidas a Deus.
Pe. Valmir iniciará seu ministério presbiteral em Araguaína-TO, assumindo a direção do Seminário Pe. Pattarello.
Desejamos aos neo-sacerdotes um fecundo ministério. Que eles sejam pastores zelosos com cheiro de ovelhas, e que as pessoas possam ver neles o próprio Cristo Bom Pastor.
Pe. Geo

Sem comentários

Gostou do artigo? Faça um comentário!

Share This