Moçambique: Maria estava perdida e foi encontrada

Moçambique: Maria estava perdida e foi encontrada

No dia de Nossa Senhora da Divina Providência, 20 de novembro, a jovem Maria, do Pequeno Cotolengo de Moçambique, encontrou a sua família.

 

Maputo. Uma jovem, a quem foi dado o nome de Maria, chegou ao Pequeno Cotolengo Dom Orione, trazida pela Ação Social da Cidade de Maputo em março de 2008. Chegou como uma criança perdida, sem família e sem documentos, aparentando ter mais ou menos 12 anos de idade. O nome Maria foi dado pelos agentes sociais porque a jovem não falava e nem compreendia suficientemente. Desde a sua chegada sempre foi uma menina muito doce, alegre e capaz até de fazer certos serviços como ajudar a dar comida a outras crianças, a carregar uma criança menor, etc.

A televisão de Moçambique fez uma reportagem sobre o Pequeno Cotolengo, transmitida no dia 18 de novembro, no programa Alegria Total, do Sergio Faife. Durante a transmissão a jovem Maria apareceu e alguém da sua família a viu na TV, reconhecendo a jovem. A mãe imediatamente telefonou para a TV para perguntar o local da filmagem e em pouco mais de uma hora já estava chegando na Obra Dom Orione.

Conta Pe. José Geraldo que foi uma surpresa para todos aquele reencontro. Passada a primeira emoção, a mãe da jovem contou a sua história: o nome verdadeiro da jovem é Serafina José Moisés e tem 19 anos de idade. Explicou a mãe que a jovem, na infância, teve malária cerebral, com sequelas irreparáveis para a sua saúde. E infelizmente quando tinha 11 anos de idade o pai, que já não vivia com a mãe, pediu para levar a menina em sua casa por uns tempos e daquele momento se perdeu. Os agentes da Ação Social a encontraram na estrada e levaram para nossa casa, onde permaneceu até o dia 20 de novembro de 2013, dia de Nossa Senhora da Divina Providência.

Esta é uma história da Divina Providência!

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This