Jubilandos brasileiros na tradicional festa da Guarda em Tortona

Jubilandos brasileiros na tradicional festa da Guarda em Tortona

Jubilandos orionitas participam do retiro espiritual e da festa de Nossa Senhora da Guarda na Itália

Brasília-DF. No último dia 29 de agosto celebramos a festa de Nossa Senhora da Guarda, uma devoção iniciada por Dom Orione e que mais tarde se tornou tradição na família orionita. Na ocasião, também se tornou tradição celebrar o jubileu dos religiosos e religiosas orionitas. Netse ano, o Brasil foi representado por três deles, a saber: Pe. Geraldo Dias, Pe. Geraldo Maurício e Dom Aloísio Hilário de Pinho, que celebram 50 anos de sacerdócio. Na Itália, nossos jubilandos participaram do retiro espiritual na casa de espiritualidade orionita em Montebello  da Battaglia e no dia 29 de agosto, no Santuário Nossa Senhora da Guarda, participaram da missa de Ação de Graças pelo jubileu, juntamente com os demais religiosos, sacerdotes e irmãs orionitas. Presidiu a Solene Eucaristia, Don Flavio Peloso, Superior Geral, que no final da celebração pediu a alguns jubilandos um breve testemunho das coisas que o Senhor realizou em suas vidas ao longo destes anos. Segue o testemunho de Dom Aloísio e do Pe. Geraldo Dias.

Dom Aloísio Hílario De Pinho (79 anos de idade, 58 de vida religiosa, 50 de sacerdócio), bispo orionita emérito de Jataí-GO, recordou com gratidão à Congregação que o admitiu ao sacerdócio, mesmo sendo negro, porque naquela época pessoas “de cor” não podiam ser padres. Após concluir o seu pastoreio na diocese de Jataí-GO, retornou para a Congregação como bsipo emérito e exerce o seu ministério na comunidade religiosa de Rio Claro-SP.

Padre Geraldo Dias (77 anos de idade, 58 de vida religiosa e 50 de sacerdócio), brasileiro, de uma família de 10 filhos, aprendeu a ver Deus nas pessoas. Sempre trabalhou nas obras educativas no Brasil.

 

 

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This