IV DIA DE CAMPO ESTUDANTIL DA ESCOLA TÉCNICA DE POXORÉU

IV DIA DE CAMPO ESTUDANTIL DA ESCOLA TÉCNICA DE POXORÉU

 

               Este evento cresce cada ano e firma-se como um marco obrigatório no calendário desta escola e do município de Poxoréu. Sua razão de ser é o desenvolvimento científico e tecnológico e sua difusão, partindo da escola e interagindo com a comunidade.

               Devido às condições que vive o País neste momento, o tema escolhido foi: Novos Desafios no Campo. Com este cenário e com o tema basilar escolhido decidiu-se montar um painel com 3 palestrantes para refletirem e propor alternativas à situação do momento presente. Assim sendo, fez-se o convite ao Engenheiro Paulo Bettini, consultor de grandes empreendimentos agropecuários do Estado do Mato Grosso, para falar sobre Sustentabilidade Rural. O outro palestrante convidado foi o Engenheiro Rodrigo Alves Ribeiro, da empresa multinacional – O Telhar, que refletiu sobre a Tecnologia no Campo. Também, convidou-se a Psicóloga Tania Balbinotti, da Empresa Sementes Adriana para tratar o tema: Perfil Profissional.    

               Para estas palestras montou-se uma grande tenda com 800 lugares que foram imediatamente preenchidos. Uma grande quantidade de pessoas não pode ser acomodada, isso forçou os organizadores do evento a solicitar aos palestrantes para repetir suas falas para aqueles que não encontraram lugar. Então, ao final da palestra, logo que os assentos disponibilizados na tenda foram desocupados aqueles que estavam aguardando foram convidados a tomar lugar e os palestrantes repetiram suas apresentações.

               Os palestrantes foram brilhantes. Especialistas dos seus temas específicos atenderam às expectativas de mais de 1.200 pessoas presentes no evento.

               Terminadas as grandes palestras, as pessoas foram organizadas em grupos de 40, acompanhadas por guias, foram assistir às palestras nas 10 tendas montadas no campo experimental e no pátio da escola. Nessas tendas, os palestrantes eram os alunos da escola. Tratou-se dos seguintes temas: 1. Implantação e Manejo de Pastagem Rotacionada; 2. Alimentação de bovino leiteiro no período seco; 3. Manejo fitossanitário da cultura da soja; 4. Manejo biológico em grandes cultivos; 5. Cuidados operacionais na lavoura; 6. Assistência à saúde; 7. Segurança no trabalho rural; 8. Primeiros socorros no campo; 9. Recuperação de nascentes e 10. Softwares comerciais de varejo – treinamento e desenvolvimento.

               Um evento deste porte, voltado exclusivamente à ciência e à tecnologia, atrai muita gente: empresários do agronegócio, pequenos produtores, assentados, políticos, alunos das faculdades de agronomia da região, alunos de cursos técnicos, alunos do ensino regular e muitos outros interessados. No pátio da escola, no IV Dia de Campo, estacionaram 24 ônibus vindos de diferentes pontos do Estado; dentre esses, 02 ônibus vieram de Sinop, trazendo os alunos da Escola Técnica.  Dos lugares mais distantes, além de Sinop, tínhamos visitantes de Sapezal, Canarana, Gaucha do Norte, Paranatinga, Santo Antônio do Leste, etc.

               Durante o evento pode-se ouvir muitas apreciações, pois muitos visitantes faziam questão de procurar os gestores da escola para manifestar seus sentimentos. Dos empresários do agronegócio ouvimos que eles desejam aprofundar suas relações com a escola, não somente para captar mão de obra qualificada e também para desenvolver algum projeto científico em conjunto; dos políticos ouvimos que eles querem aportar recursos à escola para que ela possa prestar uma educação de qualidade; dos alunos universitários ouvimos que eles gostaram dos temas científicos tratados e que já estão mobilizados para o evento do próximo ano, assim por diante.     

               Talvez, a característica principal deste evento é a participação ativa dos alunos. Eles colaboram na organização, na montagem e, principalmente, na apresentação dos temas e dos experimentos. Por isso mesmo o evento se intitula: Dia de Campo Estudantil.

               Então, esta escola tem grandes interesses de caminhar interagindo com a comunidade e o Dia de Campo é a melhor expressão desta iniciativa, pois a comunidade se faz presente na escola aporta sua colaboração e se sente parte da  sua vida, do seu desenvolvimento e do seu  futuro.

 

 

Pe. Ademar José dos Santos – Diretor

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This