“Estou a pedir água!” o drama da pobreza em Moçambique

“Estou a pedir água!” o drama da pobreza em Moçambique

 “Estou a pedir água!” o drama da pobreza em Moçambique

 MAPUTO. Com um calor escaldante, chegando à casa dos 96° fahareheit ainda pela manhã é comum sentir sede, muita sede, e nada melhor do que uma água fresca e incolor para se refrescar e hidratar o corpo, porém nem todos tem esse privilégio, e o que espera mesmo é um pouco de água ainda que não seja totalmente fresca, mas o simples fato de ser potável já está de bom tamanho, onde esse bem natural se encontra deveras muito escasso. No Bairro Bagamoyo em Maputo, os padres orionitas, que atuam na paróquia Dom Bosco, dispõe de uma pequena fonte que diariamente é tomada por centenas de crianças e mesmo adultos que passam para lavar as mãos, o rosto e claro tomar deste líquido indispensável para sobrevivência. “Estou a pedir água”. Com essa frase as crianças costumeiramente abordam os religiosos e pedem aquilo que lhes é de direito, mas que por uma situação negativa ou outra lhes foram tirado.  É maravilhoso perceber a alegria no sorriso de cada criança que após matar a sede saem correndo e saltitantes como se tivessem encontrando um verdadeiro tesouro. Quiçá tivéssemos força e ajuda suficiente para fazer com que essa fonte de prazer chegue a todos os lares transformando e contribuindo para o desenvolvimento de todos esses filhos de Deus tão caro a Dom Orione, que tanto os estimava e continua a interceder por ele junto de Deus.

Cl. Edson Teixeira, missionário orionita

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This