Encontro Interprovincial dos Párocos Orionitas

Encontro Interprovincial dos Párocos Orionitas

Encontro interprovincial dos Párocos orionitas em Valença – RJ e Mar de Espanha – MG

Entre tantas iniciativas, por ocasião do centenário da missão orionita no Brasil, as duas províncias organizaram um encontro formativo para todos os párocos nos dias 13 a 15 de maio no nosso Eremitério em Valença.

O encontro dos párocos foi animado pelo Pe. Antônio Sagrado Bogaz, que iniciou com um momento de oração e a apresentação das paróquias. A parte formativa foi dividida em dois momentos: o primeiro pela manhã, com uma reflexão assessorada pelo Pe. Rubens Pedro Cabral, OMI, que tratou do tema: “Ser Pároco Religioso”, frisando vários aspectos do trabalho pastoral dos religiosos na paróquia. Os padres, seguindo a dinâmica proposta pelo assessor, refletiram sobre as principais atividades na paróquia. Foram particularmente apreciadas as orientações dadas para uma eficaz administração paroquial, assim como a necessidade que o padre tem de cuidar de sua saúde física e espiritual.  

Na parte da tarde, o Vigário Geral, Don Achille Morabito, desenvolveu o seguinte tema: “Ser Pároco Orionita”.  Após recordar o pensamento de Dom Orione sobre as paróquias, o tema foi desenvolvido à luz das Constituições e Normas, e à luz dos dois últimos documentos dos capítulos gerais. Em particular, foi frisado o que já havia expressado o XII Capítulo Geral, na sua 4º decisão: “Missão orionita na paróquia”. Nesta decisão foram indicados os aspectos tipicamente orionitas, que devem distinguir em uma paróquia administrada por nossos religiosos. Nos trabalhos em grupo os padres leram e partilharam uma carta de Dom Orione a Don Ferretti, datada em 30 de novembro de 1922. Trata-se de uma carta num tom de “dureza “, mas rica de pontos pedagógicos válidos. Um desses é a brevidade da homilia! Carta forte, sim, mas a última palavra é: “Coragem! Que a Santíssima Virgem te conforta, te assista e te abençoa”.

Após o momento formativo, no Eremitério de Valença, seguimos para Mar de Espanha, berço da Congregação no Brasil. Fomos muito bem acolhidos pelo pároco Pe. Oscar, no Santuário Nossa Senhora das Mercês. depois de um momento de oração e de uma breve visita ao pequeno museu que conserva as lembranças de Dom Orione, nos dirigimos para o “Horto”, onde se encontra a casa que o hospedou. A Santa Missa foi animada pelos leigos orionitas. Sentimentos de emoção e gratidão foram expressados pelo Superior Provincial, Pe. Tarcísio. Enfim, todos os confrades manifestaram uma profunda alegria por terem vivido aquele momento especial.

 

Don Achille Morabito

Trad. P. Geo

 

 

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This