Em Gênova se recordará a partida dos Primeiros Missionários

Em Gênova se recordará a partida dos Primeiros Missionários

Gênova celebrará  a partida dos Primeiros Missionários Orionitas

No Porto de Gênova, lugar onde partiram os primeiros missionários orionitas rumo ao Brasil, acontecerá um importante evento e uma manifestação da família orionita.

As Províncias italianas dos Filhos da Divina Providência e das Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade e o Movimento Laical Orionita, organizarão em Gênova, nos dias 08 e 09 de março, a celebração do centenário da partida dos primeiros missionários orionitas rumo ao Brasil, que teve o seu evento inaugural no Santuário Nacional de Nossa Senhora  Aparecida, no último mês de outubro. De Gênova partiram os primeiros missionários orionitas. De Gênova partiram sucessivamente numerosas expedições missionárias dos Filhos da Divina Providência (orionitas) e das Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade que se dirigiram para os países da América Latina no tempo de Dom Orione e sucessivamente.

No sábado, 08 de março, às 14:30, no teatro “Von Pauer” de Gênova – Paverano, celebrar-se-á um congresso comemorativo. Debaterá o Superior Geral, Don Flavio Peloso, sobre o tema: O abraço orionita dos povos entre história e desenvolvimento”. Em seguida terão breves relatos sobre o desenvolvimento da Família Orionita no mundo: “Dos primeiros passos até hoje. As missões das Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade” (Madre Maria Mabel Spagnuolo). As missões na Argentina (Pe. Omar Cadenini), No Brasil (Pe. Tarcísio Vieira), Na África (Pe. Ângelo Girolami), na Delegação de Língua Inglesa (Fr. Malcolm Dyer), as missões da Itália hoje: Madagascar, Romênia, Albânia, Ucrânia (Don Pierangelo Ondei). Encerrará o congresso com chave de ouro, Pe. João Batista de Freitas, Conselheiro Geral responsável pelas missões.

No domingo, 09 de março, às 10:00, no Porto de Gênova (Praça Caricamento), após uma breve reinvocação da partida dos primeiros missionários (Don Aurélio Fusi, postulador), organizará um cortejo, acompanhado da banda de Borgonovo, que seguirá até a Catedral de São Lourenço onde Don Flavio Peloso celebrará a Santa Missa. É um momento importante na vida da família orionita, que ajudará a reavivar o fervor missionário e o senso de unidade da “Planta única com muitos ramos”  que é a Pequena Obra da Divina Providênica, espalhada em tantas nações do mundo.

 

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This