Casa da Gestante do Hospital Dom Orione

Casa da Gestante do Hospital Dom Orione

Cerca de 800 pessoas já foram atendidas
O Hospital Dom Orione celebrou nesta terça-feira, 20, o aniversário de um ano de
funcionamento da Casa Mãe da Divina Providência – Gestante, Bebê e Puérpera. A obra
beneficia usuários do SUS do Tocantins, Sul e Sudeste do Pará e Sul do Maranhão. Desde o
início das atividades, cerca de 800 pessoas já foram atendidas, entre gestantes, puérperas,
recém-nascidos e acompanhantes.
Padre Jarbas Assunção Serpa, diretor presidente do Hospital Dom Orione, destacou a
importância do serviço para as mães que necessitam desse apoio. “Esta celebração de um ano
é motivo de alegria, porque a Casa está dando certo. É um local que ajuda a acolher e cuidar
da vida”, destacou.
A Casa Mãe da Divina Providência é uma residência provisória de acolhimento e
acompanhamento de gestantes que apresentam agravos na gravidez, especialmente para
aquelas que vêm de outros municípios para realizar o parto. Com isso, mães com seus bebês
internados na UTI Neonatal ficam bem acomodadas e recebem assistência médica, social e
espiritual.
Leiliane Vila Nova Ferreira, de Guaraí/TO, é uma das mães beneficiadas. Está na Casa a 23 dias,
acompanhando a recuperação do seu sexto filho, que nasceu prematuro e precisou passar por
uma cirurgia. “Agradeço pelo ambiente, pelos funcionários. A Casa da Gestante é acolhedora e
nós precisamos dela”, declarou.
A solenidade contou com a presença de diretores e coordenadores do Hospital Dom Orione,
colaboradores e voluntários da Casa da Gestante. Também estiveram presentes o Rotary Club
de Araguaína, representado por Cristina Cardoso; e Ana Carneiro, representando o deputado
federal Célio Moura.
Estrutura
Localizada próximo ao Hospital Dom Orione, a Casa Mãe da Divina Providência dispõe de
consultório médico, cozinha, sala de TV e cinco alojamentos climatizados com capacidade para
acomodar 20 pessoas. As beneficiárias contam com um técnico de Enfermagem para
assistência 24h por dia e alimentação no local. Durante o período que ficam na casa, as mães
também recebem gratuitamente aulas de artesanato, bordado, pintura e crochê.

 

Sem comentários

Gostou do artigo? Faça um comentário!

Share This