BRASIL SUL – FRUTOS DE BONDADE NA OBRA ORIONITA DE MOÇAMBIQUE

BRASIL SUL – FRUTOS DE BONDADE NA OBRA ORIONITA DE MOÇAMBIQUE

Há 17 anos, Moçambique recebeu os primeiros religiosos orionitas para o início de uma missão.

Tudo começou na Paróquia São João Bosco, no bairro Bagamoyo, na cidade de Maputo, capital do país. Pe. André era o provincial e foram enviados os primeiros missionários: Pe. José Geraldo da Silva e Pe. Suvenir Miotelli.

Depois de pouco tempo de presença orionita em Moçambique, com Dom Orione no coração, o povo e os missionários, impulsionados pelo conselho geral e conselho provincial, assumiram o trabalho na Obra Dom Orione, o Cotolengo Moçambicano.

A partir daí, a caridade orionita manifestou-se em todo seu esplendor. Fazer o bem sempre… Eis a missão.

A Obra orionita tornou-se um verdadeiro “farol” de evangelização para a população de Maputo e, cada vez mais, torna-se conhecida e amada pelo povo moçambicano.

Além de atender os mais de 50 moradores (e quase 100 externos, em regime de tratamento no Centro de Reabilitação), crianças e adolescentes deficientes, as famílias também são atendidas com ações caritativas constantes.

No último dia 20 de janeiro aconteceu o primeiro encontro 2020, com as famílias carentes apoiadas pela Obra Dom Orione. Foi um verdadeiro momento de família orionita, marcado pela acolhida, celebração de orações e partilha.

Parabéns ao Pe. Ricardo Paganini, os religiosos do seminário, funcionários, voluntários e amigos da Obra Orionita em Moçambique, que estão dando continuidade à história orionita.

Fazer o bem sempre! Amar sempre! Servir Cristo nos pobres!

No Comments

Post A Comment

Share This