Beato Paulo VI, rogai por nós!

Beato Paulo VI, rogai por nós!

Beato Paulo VI! Numerosa multidão na beatificação do grande Papa do Concílio Vaticano II

Brasília. A Praça São Pedro estava em festa no último domingo, 19, para a beatificação do Papa humilde, sábio e amável que guiou as grandes mudanças no pós-Concílio.  A cerimônia de beatificação de Paulo VI foi um evento extraordinário: 5.000 fiéis de Bréscia (diocese de origem), 3.000 de Milão (diocese na qual foi arcebispo), ao todo cerca de 100.000 pessoas. A Família Orionita, por vários motivos reconhecidos a Paulo VI, estava presente com muitos sacerdotes concelebrantes, entre eles o Superior Geral Don Flavio Peloso, acompanhado dos Ex-Alunos de Dom Orione que estavam em Roma por ocasião do encontro nacional.

Sobre o sagrado da basílica estava presente também o Papa emérito Bento XVI. De fato, não poderia faltar porque Paulo VI o criou cardeal e o inspirou em numerosos documentos e encíclicas, como por exemplo a Deus caritas est. Para o Papa Ratzinger, Montini foi um ponto de referência doutrinal.

Papa Francisco também é muito devoto de Paulo VI. Diversas vezes o recordou em seus discursos. O documento ao qual se sente mais inspirado é a Exortação Apostólica “Evangelium Gaudium”.

A cerimônia teve início às 10:30h na sua forma mais solene. No altar foi exposta a camiseta ensanguentada de Paulo VI, após o atentado, em 1970, quando um pintor boliviano o apunhalou duas vezes na chegada ao aeroporto de Manila, nas Filipinas.

O momento culminante da beatificação foi a leitura da fórmula com a qual Paulo VI foi declarado Beato, com memória fixada a 26 de setembro. Ao terminar a leitura da fórmula, no balcão central da Basílica apareceu a belíssima fotografia de Paulo VI.

Papa Francisco apresentou Paulo VI como o “grande Papa”, “corajoso cristão”, “incansável apóstolo”. Por fim, agradeceu Paulo VI pelo humilde e profético testemunho de amor a Jesus Cristo e à Sua Igreja.

D F P

Trad. GP

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This