ASSEMBLÉIA GERAL DE AVALIAÇÃO – FINAL E ABERTURA DOS 50 ANOS DA MISSÃO ORIONITA NA ÁFRICA

ASSEMBLÉIA GERAL DE AVALIAÇÃO – FINAL E ABERTURA DOS 50 ANOS DA MISSÃO ORIONITA NA ÁFRICA

20 de outubro de 2019

BONOUA: CELEBRAÇÕES ABERTAS PELOS 50 ANOS DE PRESENÇA ORIONITA NA ÁFRICA

 

A Assembléia Geral de Avaliação dos Filhos da Divina Providência terminou esta manhã com a Missa solene presidida pelo Superior Geral Pe. Tarcisio Vieira; ao término, a cerimônia de abertura dos 50 anos de presença orionita na África.

A chuva ameaçava cair na manhã em Bonoua, que já havia caído abundantemente nas primeiras horas da manhã. A chegada dos delegados estava marcada para as 9 horas da manhã no santuário, de onde começariam uma peregrinação para chegar ao túmulo de um dos primeiros missionários da Costa do Marfim Pe. Pierre Réguillon, falecido em 1903 aos 23 anos de idade e  9 meses de sacerdócio. Ao longo do caminho, 13 grupos de fiéis da paróquia de Saint Pierre Clever se uniram, a partir das 7h30. Felizmente a chuva estava amena. Logo após chegar ao local do encontro, os grupos começaram a chegar cantando e orando, compostos por homens, mulheres, crianças de todas as idades e crianças, aos quais os Delegados aos poucos se uniram.

O caminho que seguia pela periferia de Bonoua, atrás do santuário, tornara-se ainda mais difícil, devido à chuva que caíra à noite. Mas todos seguiram orando e cantando ao ritmo das palmas. O único momento de parada foi frente ao túmulo do jovem missionário, para um momento de oração. Então, novamente, a caminho de chegar ao santuário onde a missa era celebrada e onde os fiéis começaram a chegar.

Pe. Fidele Abel Tano, Reitor do Santuário, encarregou-se de organizar a celebração para que tudo pudesse acontecer da melhor maneira possível, e assim foi. Centenas de fiéis assistiram à missa presidida pelo Superior Geral da Obra de Dom Orione, estiveram presentes Dom Paul Dakouri, bispo emérito de Grand Bassam e vários padres de paróquias vizinhas. Presentes também a Superiora Geral das Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade, Madre Mabel Spagnuolo, a consagrada do Instituto Secular Orionita, Marie Jeanne Kouakou e a Coordenadora Geral do Movimento Laical Orionita, Armanda Sano, que durante a celebração, prestaram seu testemunho. Tomou a palavra o diretor da Província “Notre Dame D’Afrique, Pe. Jaen-Baptiste Dzankani, que agradeceu ao Conselho Geral por ter escolhido a Costa do Marfim como sede da Assembléia, e à todos os delegados que participaram «pelo espírito de família vivido na simplicidade e na solidariedade, sobretudo pelo belo presente da “Casa da Assembléia – Don Mugnai”, que serviu para a acolhida. É uma lembrança magnífica e útil para a Província ». Somos gratos a todos contribuíram para a organização da Assembléia. Um agradecimento especial foi finalmente dado aos missionários Orionitas.

A celebração terminou com a abertura das comemorações do 50º aniversário da presença orionita na África.

 

 

 

 

Sem comentários

Gostou do artigo? Faça um comentário!

Share This