Alunos do Colégio Dom Orione têm aula prática de solidariedade

Alunos do Colégio Dom Orione têm aula prática de solidariedade

Alunos do Colégio Dom Orione têm aula prática de solidariedade

Não basta estar na sala de aula. É preciso ir além e encontrar-se com aqueles que mais precisam. E no final, quem sai ajudado somos nós.

SIDERÓPOLIS. Nossa vida é somente uma passagem, se não soubermos vivê-la dignamente, ela passará sem sentido. Devemos marcar nossa presença nela sabendo valorizá-la e agir conforme os mandamentos de Deus. O ser humano busca em sua caminhada maneiras de ser feliz, mas somente quando ele compartilha suas emoções boas (valores, virtudes) com seus irmãos é que alcança a plena felicidade. Um exemplo de uma atitude simples  mas que nos trás muita alegria e satisfação, são nossas visitas solidárias.     

            Como exemplo de uma pessoa que consegue levar a vida compartilhando suas alegrias e dificuldades com seus familiares, podemos citar dona Santude. Mulher guerreira, conhecida, batalhadora, paciente, com 73 anos de história, decidida e feliz em ainda poder realizar alguma atividade doméstica; ajudando sua família.

            A experiência de realizar essa ação solidária, fez parte de um momento, um dia diferente  para os alunos do terceiro ano do Ensino Médio, pois este é o último ano que permanecem em nosso colégio, mas fica então o exemplo de continuarem realizando essa atitude ao longo de suas vidas. Estavam bem entusiasmados para que este dia chegasse. Nossa visita aconteceu no dia quatorze de setembro no período matutino,  na qual utilizamos o transporte do Colégio e fomos conduzidos pelo motorista Caçula. Além de mim (profª: Daniella) contamos também com a presença da professora Luciana que fez questão de participar. Este dia com certeza foi bem especial para todos e principalmente para dona Santude, que nos esperava com muita alegria. Nosso encontro se concretizou com  vários momentos, de início pedimos proteção e benção para Deus, depois cantamos, entregamos as mensagens de todos os alunos, as lembranças de São Luiz Orione, as doações, trocamos palavras de carinho e principalmente ouvimos um pouco da história dela. Dentre os relatos, alguns deles foram: que tinha apenas dois filhos, mas muitos netos, o prazer de cozinhar para eles, a alegria de ter trabalhado em muitas casas, e também mencionou da tristeza de estar doente e tomar muitos remédios ( nove tipos diferentes por dia).

            Dona Santude nos agradeceu muito da visita e pediu que voltássemos mais vezes. Todos nós também ficamos bem contentes de ter conhecido mais uma pessoa doente e idosa da comunidade e poder numa simples ação levar alegria, esperança, a palavra de nosso santo e ainda aprender a gostar, respeitar ainda mais delas.

 

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Share This