4 Irmãs Orionitas celebram jubileu de vida consagrada

4 Irmãs Orionitas celebram jubileu de vida consagrada

Hoje as Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade, estão em festa, com a celebração do Jubileu de ouro e de prata das Irmãs: Ir. Maria Glória Crucis  de França celebra 50 anos de Vida Consagrada e Ir. M. Alice Augusta M. Martins, Ir. M. Isabel Cristina Rodrigues e Ir. M. Zulmira Luz Vasconcelos 25 anos. A Santa Missa foi celebrada no Santuario “São Luís Orione” presidida pelo Bispo de Osasco, Dom Ercílio Turco, que é Pastor  e Pai que sempre se faz sempre presente conosco. Conheça um pouco da História de cada uma das jubilandas e veja algumas fotos da celebração.

 

IR. MARIA GLÓRIA CRUCIS DE FRANÇA

Nasceu em 1934, na cidade de São Raimundo das Mangabeiras no estado do Maranhão. Sentiu o chamado à vida Religiosa quando tinha 20 anos, através de uma das suas colegas que falou das irmãs que trabalhavam em Tocantinópolis. Entrou na congregação em 1960 na Comunidade das irmãs em Tocantinópolis, onde permaneceu por 02 anos. No final do ano 1961 viajou rumo à Paraíba do Sul, estado do Rio de Janeiro, onde cumpriu sua formação inicial e fez Profissão dos Votos em 1964. Durante estes 50 anos, de Consagração trabalhou nas diversas obras apostólicas, passando pelas Casas de Repouso, Creches e pastoral Paroquial. Hoje ao celebrar os 50 anos de caminhada ela nos diz: “meu sentimento é de gratidão a Deus por ter chegado até aqui. Os desafios foram muitos e de diversa natureza, mas a graça de Deus foi maior. Em Deus me agarrei e Ele me deu forças para superar os altos e baixos da caminhada. Valeu a pena os sacrifícios, eles me fortaleceram. Toda rosa tem seus espinhos. Se sentes que Deus te chama para “ser mais”, busca dar uma resposta a este chamado. Tu não te arrependerás.

IR. MARIA ISABEL CRISTINA RODRIGUES

Nasceu na cidade de Socorro- SP, filha de João Malaquias Rodrigues e Carolina Benedetti Rodrigues, descobriu sua vocação para seguir Jesus na Paróquia da Cidade, participando de grupo de jovens, refletindo, questionando e sendo questionada pela Palavra de Deus e nesta caminhada conheceu as irmãs que desenvolviam sua missão no Asilo, com os idosos e as via como mães daquelas pessoas sofridas e abandonadas. Foi cativada pelo amor e carinho que as irmãs demonstravam no desempenho da missão e decidiu-se consagrar a Deus para doar sua vida aos irmãos. Nestes 25 anos de vida Religiosa realizou muitas atividades maravilhosas que realmente se identificou com o carisma de Dom Orione, no trabalho com as crianças especiais nos Cotolengos, nas pastorais diversas e todos os trabalhos que fez, onde esteve se doou de todo o coração procurando dar o melhor de si. Sua mensagem para todas nós hoje é: “Jesus chama sempre, é importante fazer o que Ele mandar, porque a felicidade consiste em viver o mandamento maior: Amai-vos como eu vos amei”.

IR. MARIA ZULMIRA LUZ VASCONCELOS

Nasceu em Goiatins – TO, filha do casal Laurindo Mendonça Vasconcelos e Adélia Cavalcante Luz Vasconcelos. De família tradicionalmente católica, seus pais desde muito pequena sempre a levaram à Igreja, viu seus avós e toda a sua família sempre muito ligados à fé popular, participavam das festas de santos que na época era muito comum nas famílias do município da sua cidade natal.  Tomou conhecimento da existência da Vida Religiosa consagrada através de uma revista. A imagem daquelas irmãs, que entregaram suas vidas a Deus e aos irmãos, ficou guardada em seu coração e a fez tomar a decisão de ser uma seguidora de Jesus a serviço do reino.  Aos 15 anos manifestou ao pároco de sua paróquia o desejo de ser Religiosa e ele lhe indicou a comunidade da Creche Mãe de Deus que, em Araguaína, recebia jovens para serem religiosas.   E assim no final de 1985 chegou a Araguaína, e integrou-se a um grupo de 12 aspirantes. Fez a profissão dos Votos Religiosos em São Paulo.

 Hoje celebrar os 25 anos de vida Religiosa, significa disse ela: “uma nova oportunidade de dar a minha vida maior significado, para resignificar minha escolha vocacional, minha a esperança e celebrar a misericórdia de Deus, pois só Ele me faz estar aqui e por Ele vale a pena continuar”.

IR. MARIA ALICE AUGUSTA DO BOM PASTOR MACHADO MARTINS

Filha de Antônio Martins e Adelaide Pimenta Machado, nasceu no Rio de Janeiro.   Ela dá seu testemunho dizendo: Descobri minha vocação aos 12 anos através da sensibilidade das necessidades dos mais pobres.  Aos 21 anos entrei na Congregação das Irmãs Palotinas, onde permaneci por 4 anos. Em uma visita ao Cristo Redentor, no corcovado, percebi que na capelinha Jesus estava sozinho, enquanto fora havia uma multidão. Nesse momento sentiu um forte chamado a ser-lhe companhia no dia-dia. Conheci a Congregação Orionita após uma novena a Santa Rita de Cássia, onde lhe pedia que se realmente o Senhor me quisesse religiosa que intercedesse por mim. Foi no terceiro dia da novena inespera-damente e providencialmente, Pe. Aquiles Rubin – Palotino, esteve em visita casa provincial das irmãs Palotinas,  onde expressei do meu desejo de ser religiosa, mesmo sendo deficiente visual e ele me indicou a congregação Orionita. Logo  colocou-me em contato com superiora Provincial Ir. Catarina Piva e em fevereiro de 1985 ingressei na Congregação.  

Hoje celebrando os 25 anos de consagração provo um sentimento de muita gratidão a Deus, que com carinho me conduz pela suas pegadas manifestando seu amor e sua Providência, e com sua graça me sustenta na caminhada e na fidelidade ao seu chamado. Minha mensagem para todos nós e especialmente para a juventude que aspira a vida consagrada é: “acredite que o chamado vem de Deus de maneira singular e se manifesta de diversas maneira e  circunstâncias. É preciso focar todos os sentidos em direção a esta voz interior que chama e que espera uma generosa resposta independentemente de situações externas ou pessoas, isso significa eu em Deus e Deus em mim. Isto nos faz felizes e realizadas”. 

Irmãs a vocês os nossos Parabéns!

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This