13 de outubro: Festa no Santuario de Fatima do Rio de Janeiro

13 de outubro: Festa no Santuario de Fatima do Rio de Janeiro



Normal
0


21


false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE













MicrosoftInternetExplorer4

























































































































































Festa de Nossa Senhora de Fátima no Santuário do Rio de Janeiro

 

Rio de Janeiro. Como acontece a cada ano, segundo uma tradição já bem consolidada, no dia 13 de outubro, quando se recorda o encerramento das aparições de Nossa Senhora aos tres pastorinhos de Portugal, Francisco, Jacinta e Lúcia, foi celebrada em nosso Santuário uma grande festa com participação numerosa do povo devoto de Maria Santíssima.

A Festa foi precedida por uma Novena, realizada nos dias 4 a 12 de outubro, com o tema: “O Rosário na Vida”. Deste modo Pe. Otaviano, Pároco, abriu a novena refletindo sobre a “Promessa do Salvador”; Pe. Raimundo, no dia 5, refletiu sobre a presença de Maria na história da salvação; Pe. Luís Roberto apresentou, no terceiro dia da novena, o rosário como oração sempre atual; no dia 7 foi a vez do Pe. Ridz explicar o Rosário como uma oração vocal e mental; já no quinto dia Pe. Paulo César sintentizou o Rosário como um “compendio do Evangelho”; no dia 9 de outubro Dom Roberto fez uma reflexão sobre os Mistérios da Alegria; e sobre os Mistérios da Glória, no dia 10, fez a reflexão o Pe. Ridz; no oitavo dia da novena coube ao Pe. José Laudares a reflexão sobre os Mistérios Luminosos; e, finalmente, no encerramento da novena, Pe. Paulo César refletiu sobre os Mistérios da Dor.

No dia 13 de outubro, completando 95 anos da última aparição, os devotos iniciaram muito cedo a peregrinação ao Santuário. A primeira missa foi às 6hs e seguiram outras a cada hora da manhã. Com a presença de Dom Edson de Castro, Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro, foi realizada a celebração mais solene, dita “Missa Solene das Aparições”, às 12 horas, com a presença de todos os padres do Santuário, do Pe. Provincial e do Pe. Magno.

Dom Edson fez uma reflexão, durante a homilia, muito significativa que poderia ser sintetizada, colhendo o essencial, nas palavras de Dom Orione: “A Jesus por Maria”.

Na parte da tarde os devotos compareceram para a Consagração das Crianças às 15hs e, a seguir, para a benção da saúde e dos enfermos.

O momento mais esperado da festa é, sem dúvida, a solene Procissão Luminosa. Percebia-se uma aflição geral por causa do tempo chuvoso destes dias na capital fluminense. E com razão, já que no mês de maio a procissão teve que ser cancelada justamente por causa da chuva. Mas o povo veio preparado e até a imagem de Nossa Senhora contou com uma proteção especial. Assim o povo saiu peregrinando pelas ruas da Paróquia, guarda-chuva numa mão, na outra uma vela, na boca uma prece invocando a intercessão poderosa de Nossa Senhora junto a Deus no compasso das palavras de São Luís Orione: “Ó Senhora, sois tão grande e valeis tanto que, quem quer graça e a Vós não recorre, o seu desejo é querer voar sem asas.”

 

Obs.: As fotos internas são do 4º dia da novena; as outras, da procissão no dia 13.

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar este post!

Share This