O Acompanhamento Vocacional

O
Acompanhamento Vocacional


A possibilidade de um acompanhamento, como dizíamos em precedência, existe.
Antes, é necessária. Uma vocação não nasce pronta, acabada. Uma vocação é um processo. E a entrada em uma casa de
formação da Congregação de São Luís Orione é parte deste processo, que tem início com o discernimento vocacional. E, aqui,
referimo-nos, especificamente, à vocação à vida religiosa. Ao te sentires
chamado por Deus, ou para a consagração religiosa ou para o ministério
sacerdotal, deverás identificar tua vocação específica. Tal identificação passa
pelo confronto com os ''estilos'' ou os ''modelos'', por assim dizer, de consagração e de serviço existentes na Igreja.

Na referida identificação/confronto, não se pode perder de vista a própria
personalidade, temperamento, caráter. E isso porque a consagração a Deus em um
dos ''estilos'' ou ''modelos'' existentes exige um conformar-se aos
mesmos; sem pressão exterior, mas, sim, digamos, naturalmente. Daí ser necessário
conhecer-se, como já dissemos, e conhecer os referidos ''estilos'' ou
''modelos'' de consagração e de serviço a Deus e à Igreja. Isso explica porque
o discernimento leva tempo e requer acompanhamento. Ainda que o melhor
orientador seja, como diria São Luís Orione, o Mestre Interior, o
diálogo com um terceiro, não poucas vezes, é iluminante, esclarecedor;
verdadeiramente orientativo.
Não porque o outro possa nos dizer o que, como e quando fazer algo; bem sim,
porque o contato direto com o outro permite-nos a consciência de nós mesmos pela objetivação (verbalização) do que
temos em nosso interior.

Mediante
o diálogo com o diretor espiritual ou com nosso Promotor Vocacional, ou algum
de nossos religiosos, tu vais conhecendo-nos e vais conhecendo-te e dando-te a conhecer,
de modo a refletires cada vez mais profundamente sobre tua própria vocação e a seres consciente de ti em relação à mesma, afim de
discernir acerca da direção a ser tomada e de 
decidir-te a entreprendê-la. Se queres fazer este processo de discernimento, se
queres simplesmente conhecer-nos ou se queres percorrer a trajetória da
consagração orionita a Deus e à Igreja, entra em contato conosco; vem e vê
como vivemos.

 

Share This