A vida de Dom Orione


 

 

 

VIDADE DOM ORIONE

 

 

Dom Luís Orione, o fundador da Pequena Obra da Divina Providência, nasceu em Pontecurone (Itália), em 23 de junho de 1872, de uma família humilde. Clérigo,com pouco mais de vinte anos, começou a interessar-se pelos jovens pobres,acolhendo-os em uma casinha no bairro de São Bernardino – Tortona, em1893. Aquele foi oinício de um longo caminho que levou Don Orione a difundir pelas estradas do mundo as riquezas espirituais e materiais provenientes da Divina Providência e do seu coração sem fronteiras.

 

Para realizar tudo aquilo que o seu amor por Cristo e pelos pobres andava projetando, começou a receber colaboradores que deram origem à primeira família religiosa,os Filhos da Divina Providência.

 

Bem cedo, surgiu ao lado dos sacerdotes, os Eremitas da Divina Providência, cegos evidentes (1899), e os Irmãos coadjutores. 

 

Sucessivamente fundou as Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade (1915), em 1927 fundou as Sacramentinas não videntes e, recentemente, foi iniciada aComunidade das Irmãs Contemplativas de Jesus Crucificado (1990). 

 

O Instituto Secular Orionino (1959) vê na sua fileira pessoas leigas, consagradas com votos, mas que vivem em ambientes comuns, "no mundo e comos meios domundo". 

 

Dom Orione envolveu e formou no mesmo espírito e apostolado, numerosos leigos que se empenhavam, "dentro e fora de instituições caritativas, e ultimamente, surgiram várias associações, cujos membros formam o MLO – Movimento Laical Orionino. Este é o quadro daquela "planta com tantos ramos" que, desde o início, Don Orione chamou Pequena Obra da Divina Providência.

 

Dom Orione, que nasceu e viveu na pobreza, em contato com tantas injustiças sociais em um mundo que se estava descristianizando, levantou a bandeira da caridade de Cristo: "a caridade salvará o mundo". Sempre pronto à chamada do Senhor, lançou- se com entusiasmo e coragem, pondo toda a suaconfiança na Divina Providência. Dedicou-se com todas as suas forças nos terremotos de Régio e Messina (1908) e da Mársica (1915). 

 

Levou a sua obra caritativa e o seu zelo pela Igreja, de uma ponta à outra da Itália, erguendo em toda parte escolas, igrejas e sobretudo casas para pobres e necessitados; a todos anunciando o Evangelho de Cristo. 

 

A sua "Pequena Obra da Divina Providência" propagou- se na Europa, nas Américas – onde ele fez duas viagens missionárias – e mais tarde na África, e, recentemente, nos países do Leste europeu, nas Filipinas, na Jordânia, e em outras partes. 

 

Animado pelos seus quatro amores: "Jesus, Maria, Papa, Almas", fez da sua vida um holocausto,um martírio, um cântico, fiel até o dia de sua morte, 12 de março de 1940. 

 

A vida de Dom Orione, foi bem divulgada através de testemunhos e biografias. Os escritos de Dom Orione formam um epistolário impressionante de edito inédito, que constituem um patrimônio precioso seja para a formação dos seus discípulos e devotos, como para o estudo nos vários campos da história, da pedagogia, da vida eclesial, da espiritualidade e da hagiografia. 

 

No dia 26 de outubro de 1980, João Paulo II o proclamou "Beato". "Apóstolo da Caridade", "pai dos pobres e benfeitor da humanidade sofrida e abandonada" (Pio XII); "uma das personalidades mais eminentes deste século pela sua fé cristã, abertamente professada, e pela sua caridade vivida heroicamente" (João Paulo II); são títulos atribuídosa Dom Orione por dois importantes Papas da Igreja. 

 

Na escola de Don Orione, cresceu uma vasta e empreendedora fileira de santos sacerdotes, irmãos, irmãs e leigos que, com a sua santidade, suas atividades benéficas e seus dons, iluminaram o caminho da Igreja e personagens da sociedade. Trata-se dos numerosos "Servos de Deus" e personagens eminentes que formam,com o Pai fundador, os “Santos da Familia”. 

 

Os seus inumeráveis filhos espirituais vivem o seu carisma e o seu programa, prolongando-o, "para semear Cristo em qualquer lugar do mundo": confiados na Divina Providência, colaboram para levar os pequenos, os pobres, o povo à Igreja e ao Papa, a fim de "instaurare Omnia in Cristo" por meio das obras de caridade. 

 

 


 

 

       Página Inicial      Próximo artigo                       Voltar ao menu anterior

 

 

 

Share This