“50 ANOS DA PRESENÇA ORIONITA EM VALENÇA – RJ”

“50 ANOS DA PRESENÇA ORIONITA EM VALENÇA – RJ”

Neste mês de setembro de 2019, a Família Orionita celebra o Jubileu de Ouro da presença em Valença, região sul fluminense. 

Um breve histórico

A Fazenda Santo Antônio do Paiol, fundada em 1852 pelo comendador Manoel Antônio Esteves, foi de grande importância durante o período do ciclo do café, na região sul fluminense. O comendador foi o responsável pela implantação da Estrada de Ferro União Valenciana, a qual viabilizou o fluxo do café, no período áureo da produção. Após a abolição da escravatura, a Fazenda foi uma das primeiras da região a acolher imigrantes advindos da Itália, no fim do séc. XIX. 

A Sra. Francisca Alves de Queiroz Esteves, viúva e sem herdeiros, decidiu doar a propriedade da Fazenda Santo Antônio do Paiol à Pequena Obra da Divina Providência, congregação fundada por São Luís Orione, a fim de que os religiosos cuidassem do patrimônio histórico e construíssem, no local, um centro de espiritualidade, doação que ocorreu em 1969.

A Fazenda Santo Antônio do Paiol acolhe o Eremitério Frei Ave Maria, onde residem atualmente seis frades e dois sacerdotes, além da casa de retiros da província Nossa Senhora de Fátima – Brasil Norte. 

 

A celebração do Jubileu de Ouro

As festividades aconteceram entre os dias 20 e 22 de setembro, na sede da Fazenda. Na sexta-feira dia 20/09, aconteceu a cerimônia oficial em comemoração ao Jubileu de Ouro, no salão nobre da Fazenda, onde estiveram presentes autoridades civis, eclesiásticas e militares, dentre eles o Prefeito Municipal de Valença – Fernandinho Graça, o Bispo Diocesano de Valença – Dom Nelson Francelino Ferreira e o Diretor Provincial da Província Nossa Senhora de Fátima – Pe. Josumar dos Santos, além da presença de sacerdotes, amigos, religiosos, leigos do Movimento Laical Orionita e benfeitores do Eremitério. 

A Câmara Municipal de Valença, representada pelo Vereador David Barbosa Nogueira, concedeu ao Diretor do Eremitério Padre José Arlindo, o Título de Benemérito Municipal (PL 020/2019), maior comenda oferecida pela Câmara Municipal, em homenagem aos 50 anos de presença Orionita, além do trabalho de conservação do Patrimônio Histórico e do Projeto de Reflorestamento Água do Rio das Flores, que tem o objetivo de proteger as nascentes, visando à melhoria do abastecimento de água da cidade. 

A cerimônia foi abrilhantada com a apresentação da Orquestra do Jardim Valença, sob a regência do Professor Antônio Carlos.

Uma placa monumental foi inaugurada, em homenagem ao Dr. Marcos Zacarias Manoel Esteves e Dona Francisca Alves de Queiroz Esteves, que generosamente nos doaram a Fazenda Santo Antônio do Paiol.

Nos dias 21 e 22 de setembro, houve festa com música ao vivo, contando com a presença da comunidade local, amigos e benfeitores. No domingo, Dom Nelson, Bispo Diocesano presidiu a Celebração Eucarística, concelebrada por Pe. Josumar dos Santos (Diretor Provincial), Pe. Amilar e Pe. José Vicente, vice-diretor da fazenda. A animação da liturgia foi acompanhada pelo coral da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida. Toda a comunidade elevou Graças a Deus pela presença dos religiosos: Pe. José Arlindo, Pe. José Vicente, Frei Geraldo, Frei Cruz, Frei Jerônimo, Frei Alan, Frei Estevão e Frei Francisco, pelo belíssimo testemunho de vida de oração e de trabalho na Fazenda Santo Antônio do Paiol.

 

 

 

Sem comentários

Gostou do artigo? Faça um comentário!

Share This